Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Morrer na praia

03.11.19, Alice Alfazema
Ilustração Moki Mioke   De todos os cantos do mundo Amo com um amor mais forte e mais profundo Aquela praia extasiada e nua, Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.   Cheiro a terra as árvores e o vento Que a Primavera enche de perfumes Mas neles só quero e só procuro A selvagem exalação das ondas Subindo para os astros como um grito puro.     Poema de Sophia de Mello Breyner Andresen      

"Administrar o tempo é planejar a vida"

24.10.10, Alice Alfazema
Do artigo, "Administrar o tempo é planejar a vida", de Eduardo O C Chaves   "...NUNCA vamos ter tempo para fazer tudo o que precisamos fazer."   "...algumas tarefas que temos de realizar não são seleccionadas por nós, mas nos são impostas."   "Quando aceitamos um emprego, estamos na realidade, nos comprometendo a ceder a outrem o nosso tempo (e, também, o nosso esforço, a nossa capacidade, o nosso conhecimento, etc)."   "...não somos donos de boa parte do nosso tempo."   (...)