Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

#diariodagratidao 03-04-2019

03.04.19, Alice Alfazema
  Hoje houve uma frase que o meu marido disse ao pai que me emocionou, já a tinha ouvido, mas hoje registei-a de outra forma, olhei para os dois juntos, tenho feito isto muitas vezes, pai e filho, da mesma altura, com o mesmo andar gingão, o filho com a mão sobre os ombros do pai. Olhei para o sol que se punha por detrás do edifício, para o caramanchão de hera verdejante, para as rosas e malmequeres amarelos, há alfazema à porta, algumas árvores floridas. Aquele é um lugar (...)

#diariodagratidao 11-03-2019

11.03.19, Alice Alfazema
  Ilustração Irene Fioretti   É bom estar aqui neste mundo dos blogs do Sapo. É muito mais que escrita, é conversa, é afinidade, é simpatia e até preocupação, é carinho e emoção. É um mundo que nos escorre pelas mãos, que afaga velhos e novos. Há luas e sois, desertos e florestas, gente às vezes zangada, aflita, despreocupada, divertida, triste. É um mundo dentro de outro mundo. Aqui na nossa palma da mão.

Elogio

06.03.19, Alice Alfazema
Quem trabalha com o público sabe o quanto o elogio é desvalorizado. Eu que atendo milhentas pessoas raramente oiço elogios. O que oiço muito são reclamações. Parece-me que as pessoas não foram instruídas para ver o que de bom há em todo lado, ou então apenas se levantam para dar a sua opinião apenas naquilo que é menos bom, como se essa opinião fosse mais valiosa que a de dizer que isto está bem, que é bom.    Já tenho dado elogios pessoalmente às pessoas que me (...)