Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Boiar

16.03.13, Alice Alfazema
  Este cansaço que me tem perseguido vem e vai. Estou cansada sobretudo da hipocrisia que se instalou por toda a sociedade. Não há explicações a discutir é ouvir e engolir. Cansa-me o medo, a inércia, o deixa andar, a falta de criatividade, de humildade para ouvir os outros, a falta de competência, a sobre valorização do eu.   Há uma ausência de silêncio e de (...)

Ecos

17.05.11, Alice Alfazema
  Cai a noite, o rio cheio de ecos, o respirar pesado das florestas, o céu atravessado pelo voo gritante dos pássaros, praias, de trevas, velhas, e lá em cima os fogos das estrelas.     Bobrowski