Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Leitos rugosos

25.02.15 | Alice Alfazema | ver comentários (1)
 Serão os braços da Árvore Neptúnicametamorfose de um feto abrindoas flores do Éden nas mãos da criança. Os dias, lentos,baloiçam o fruto. O poema per (...)

Visões

10.06.13 | Alice Alfazema | comentar
    Por muito tempo achei que a ausência é falta.E lastimava, ignorante, a falta.Hoje não a lastimo.Não há falta na ausência.     Pintura de Pier Toffoletti A ausência é um estar em mim.E (...)