Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

19

19.03.21, Alice Alfazema
   Sabes, pai,lembro-me dos teus pésmuito grandes e das calçasque eu não conseguia acompanharcom o olhar até à cintura.O teu rosto que não sorriaestava como que desenhadono tecto escuropor onde voavam as asasda minha inquietação. Nunca os teus olhos sorriram nosmeus nem a minha transparênciaperturbou o teu sono. Para não comunicaresergueste uma parede de medosque ainda hoje subo e desço quandoprocuro saber onde me perdeste. As músicas, as cores,as estações e as dançash (...)