Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Desta Margem

28.08.10, Alice Alfazema
  Desta Margem ∞ Desta margem D'onde o céu se abre largo Em arco sobre o rio A esta hora Em que o tempo hesita e pára Deixando-se ficar A esta hora Tão singular De mágicos torpores Estendo os olhos Bebo aos meus amores E deixo-me levar   Deixo-me ir À flor das águas Assim como que vai,vai Tão tranquilo Sem destino Enquanto a noite cai Como quem Sem outro rumo Ou direcção Se deixasse assim levar P'lo coração   Vai de viagem Ninguém sabe (...)