Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

As mulheres e a depressão

07.07.16, Alice Alfazema
Um dia destes, alguém me confessou que estava muito cansada, que só tinha sono, e que o que mais queria da vida era dormir. Mas, não consigo, eu deito-me muito tarde, fico a fazer as coisas. Disse-me que já tinha deixado os comprimidos, mas que tinha voltado a tomá-los, acha que assim fica melhor, que os problemas que tem não são grandes, mas que lhe parecem enormes.   É depressão diagnosticou-lhe o médico. Eu que me dedico ao estudo da causas sociais, digo que o que ela (...)

Conversas da escola

02.02.16, Alice Alfazema
- Dê-me lá aí, dois bombons, mais dois chocolates desses e mais um daqueles. - Epá! Isso hoje está mal. - Então acabámos de fazer teste de matemática. - Deviam de ter comido os chocolates antes, assim é que funciona. - Isto é para a depressão, ou lá o que é isso. - Depressão pós-teste? - É isso.     Alice Alfazema

Carnaval

11.02.14, Alice Alfazema
Pintura Gaetano Bellei   Depois de ler isto dou por mim a pensar na Margarida, mas que também se pode chamar Maria ou outro nome qualquer.   Tantos dias se passaram, tantas tardes e noites. Deixou o emprego, trancou-se em casa, nunca mais saiu com os amigos, não deixa ninguém entrar na sua casa. Pergunto-me que imenso carnaval é este? Onde todos vêem o mesmo e todos fingem que não vêem nada. Dou por mim (...)