Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

A tragédia

25.07.18, Alice Alfazema
  Aos jornais: A tragédia não é só grega, é de todos nós que achamos que estamos num país pacífico, sem crime violento, quando tantos corruptos andam à solta e ainda são bajulados.         

Ora vamos lá falar das bolsas concedidas aos alunos do ensino superior...

21.07.17, Alice Alfazema
Conhecerão vocês alguns alunos que recebem bolsa, vulgo dinheiro concedido através da inscrição no programa de acesso a bolsas que o Estado português dá a quem demonstre que não reúne as condições monetárias para prosseguir os seus estudos e precisa de uma ajudazinha.     O pessoal preenche a papelada, dá os números necessários e tal e tal, e vai daí recebe o dinheirinho para pagar as propinas e a residencial que é outro privilégio de um bolseiro. Até aqui (...)

A contar os cêntimos

19.05.12, Alice Alfazema
Leio o livro sobre economia de um autor conceituado, mais de 650 paginas, nem uma só referência a um teórico do género feminino. Por onde andaram as mulheres estes anos todos? E agora, o mundo em crise económica... governado há muito tempo por homens. Por onde andam as mulheres? A resposta está no titulo ou talvez no coiso.       Alice Alfazema