Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Os desplantados

14.05.19, Alice Alfazema
  Ilustração Duma-Luiz Arantes   O país está chocado com o desplante de Joe B. Os desplantados podem até aturar mentiras e fazer piadolas das mesmas, podem pagar milhões em corrupção, e regalias e mordomias, mas o homem rir assim sem mais nem menos é que não, ao menos mantenha uma cara séria, minta mas com convicção, com cara fechada e juras a pés juntos, mas rir: jamais. Rir é o maior desplante ofensivo para um desplantado, é tirar o vaso, a terra, é urinar em cima da (...)

Ora vamos lá falar das bolsas concedidas aos alunos do ensino superior...

21.07.17, Alice Alfazema
Conhecerão vocês alguns alunos que recebem bolsa, vulgo dinheiro concedido através da inscrição no programa de acesso a bolsas que o Estado português dá a quem demonstre que não reúne as condições monetárias para prosseguir os seus estudos e precisa de uma ajudazinha.     O pessoal preenche a papelada, dá os números necessários e tal e tal, e vai daí recebe o dinheirinho para pagar as propinas e a residencial que é outro privilégio de um bolseiro. Até aqui (...)

Conversas da escola - Luvas

09.05.17, Alice Alfazema
    - Ó contina, despache-se lá... - Agora estou a ralar cenoura, só quando acabar. - É rápido... - Porque é que vocês não fazem umas rifas para comprarem uma Bimby aqui para o bar? Assim era tudo mais rápido. - Eu prometo, se você me deixar passar sempre em primeiro na fila, que para o ano, quando eu for para o nono faço umas rifas...     Alice Alfazema

E porque há mais assuntos para além dos petiscos e das fotos na praia no Verão

19.08.16, Alice Alfazema
Portugal não pode explorar gás ou petróleo porque Julho de 2016 foi o Julho mais quente desde que há registos de temperatura. Porque os últimos nove meses foram todos os mais quentes desde que há registos: o Julho mais quente, o Junho mais quente, o Maio, o Abril, o Março, o Fevereiro, o Janeiro, o Dezembro, o Novembro. Não pode explorar combustíveis fósseis porque 2015 foi o ano mais quente desde que há registos. E porque antes de 2015, 2014 fora o ano mais quente até então. (...)

A corrupção é o fascismo de colarinho-branco?

30.07.16, Alice Alfazema
O terrorismo não se esgota nos atentados suicidas, nem no fundamentalismo mascarado de religião, nem no maniqueísmo simplista nós bons/eles maus. Ah pois não. Ele há mais terrorismo. O das famigeradas “sanções” da alegada União supostamente Europeia, por exemplo. Intolerável ingerência na soberania de cada Estado mais “periférico” (isto é: tudo o que não é Paris, não é Bruxelas & não é Berlim), todo este aparato dos “défices estruturais” e da (...)