Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Micro contos - Conversa

10.04.21, Alice Alfazema
  Ilustração Rui Carruço   Um dia alguém disse-me: gosto muito de falar consigo. Diga-me uma coisa, aprende mais com que tipo de pessoas? Respondi que aprendia tanto com os mais novos como com os mais velhos, porque os outros geralmente sabiam tanto como eu.  

Não fales: eu entendo...

13.11.10, Alice Alfazema
 Fotografia Rouxinol de Pomares    - Mas aqui! Olha para aquele castanheiro. Há três semanas que cada manhã o vejo, e sempre me parece outro. A sombra, o sol, o vento, as nuvens, a chuva, incessantemente lhe compõem uma expressão diversa e nova, sempre interessante. Nunca a sua frequentação me poderia fartar... Eu murmurei: - É pena que não converse! O meu principe recuou, com olhares chamejantes, de apostolo: - Como que não conversa? Mas é justamente um conversador sublime!     (...)