Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Leituras de Ver√£o

14.07.19, Alice Alfazema
¬† Ol√° pessoal, deixo aqui a minha leitura deste Ver√£o, Banda Desenhada, √© a descontrac√ß√£o¬†total, podemos fazer as paragens que quisermos, paramos para comer¬†um gelado, para dar um mergulho, para ladrar... sem perder o fio √† meada, podemos ler e reler que h√° sempre algo novo que n√£o vimos na primeira leitura, uma cor, um ou outro pormenor caricato, um bal√£o que nos esquecemos. A Banda Desenhada √© mais que uma leitura: √© pura divers√£o e d√° liberdade ao olhar. √Č leitura (...)

Horizonte

04.06.13, Alice Alfazema
  Os obstáculos dos outros são sempre mais fáceis de ultrapassar. O horizonte tem tantas cores.    Se alguma vez quisermos ter um pouco de conhecimento de qualquer coisa, é necessário separarmo-nos dela e olhar apenas com a alma, as coisas em si mesmas. Sócrates      Alice Alfazema