Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O "branco" não existe

Miscigenação

18.06.20, Alice Alfazema
  Ilustração Rita Cardelli       (...)aos ‘brancos racistas portugueses’, aos que defendem uma hierarquização dos indivíduos com base nas suas diferenças físicas e comportamentais herdadas. Do ponto de vista biológico-genético e antropológico, não existem ‘raças’, apenas uma gama enorme de variações de traços físicos entre os seres humanos. O ‘branco’ não existe: a formação étnico-racial da nação portuguesa é resultado de um profundo processo de (...)

Leituras de Verão

14.07.19, Alice Alfazema
  Olá pessoal, deixo aqui a minha leitura deste Verão, Banda Desenhada, é a descontracção total, podemos fazer as paragens que quisermos, paramos para comer um gelado, para dar um mergulho, para ladrar... sem perder o fio à meada, podemos ler e reler que há sempre algo novo que não vimos na primeira leitura, uma cor, um ou outro pormenor caricato, um balão que nos esquecemos. A Banda Desenhada é mais que uma leitura: é pura diversão e dá liberdade ao olhar. É leitura (...)