Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Colarinho encardido

21.04.13, Alice Alfazema
Eu compreendo perfeitamente quem trabalha dando exercício ao corpo, eu própria já o fiz. Já trabalhei muito, numa linha de produção, durante seis meses. No entanto, o trabalho que tenho agora cansa-me mais, vocês podem descansar o corpo que no outro dia estão recuperadas, com a cabeça não é o mesmo. - O que eu gostava de ter um emprego assim. - Mas, ganham uma miséria! - Então, mas não levam nada para fazer em casa. - (E as dores? Ficam no trabalho?) Agora, em (...)