Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Castanhas, semente ou fruto?

11.11.11, Alice Alfazema
        Sabia que as castanhas, que actualmente são quase um pitéu, tiveram, noutros tempos, uma enorme importância na dieta dos portugueses? No século XVII, eram mesmo um dos produtos básicos da alimentação dos beirões e transmontanos, chegando, se necessário, a substituir o pão ou as batatas. A castanha é usada na alimentação desde tempos pré-históricos e a (...)

O homem das castanhas

02.10.10, Alice Alfazema
Música- Paulo de Carvalho   Letra- Ary dos Santos   Canta-Carlos do Carmo   Na Praça da Figueira, ou no Jardim da Estrela, num fogareiro aceso é que ela arde. Ao canto do Outono,à esquina do Inverno, o homem das castanhas é eterno. Não tem eira nem beira, nem guarida, e apregoa como um desafio. É um cartucho pardo a sua vida, e, se não mata a fome, mata o frio. Um carro que se empurra, um chapéu esburacado, no peito uma castanha que não arde. Tem a chuva (...)