Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Micro contos - O cão grande

12.03.18, Alice Alfazema
Olho para ele, por detrás da barba sei que existe uma grande cicatriz, em tempos pensei que tinha sido mordido, quando era miúdo, por um grande cão. No outro dia soube que tinha vencido um cancro. Fiquei quieta, eu tinha razão era mesmo um grande cão.     Alice Alfazema

Detalhes de um dia de Verão

24.07.14, Alice Alfazema
    Um dia destes, na praia, observo alguém jovem, careca, deitado na areia sobre a toalha de praia, com os braços cruzados debaixo da cabeça, a cara virada para o céu, ao lado uma jovem loura e tostadinha pelo sol fazia-lhe companhia. Eu passo perto do casal, não posso deixar de olhar, da mochila pequena que estava perto do rapaz saía um tubo que entrava nos seus (...)

Conversas da escola (116)

17.10.12, Alice Alfazema
- Antes quero estar à chuva que apanhar cancro! - Porque é que dizes isso? - Foi um professor que me disse que estas telhas provocam cancro.   Alice Alfazema

Cancro

04.02.12, Alice Alfazema
Cansados de viver a vida. Autênticos avatares da esperança. Ninguém prevê. Comigo é diferente. Resta esperar. Outra oportunidade para viver.   Começar de novo. Amar e perceber. Nunca desistir. Comunicar Reinventar. Olhar o horizonte.   Caminhar sem magoas. Alcançar caminhos. Navegar espaços. Cheirar o céu. Rodar o Sol. Objetivar os sonhos.                     Alice Alfazema

#doepalavras

05.08.11, Alice Alfazema
Por vezes pensamos que para sermos solidários temos de despender  de dinheiro, aqui estas pessoas, não querem nada disso, querem apenas palavras...o que para uns pode parecer irrisório para outros é fulcral.   As palavras transformam, abrem caminhos, experimente :   #doepalavras        Alice Alfazema