Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Relógio no caminho

23.04.11, Alice Alfazema
                Era ainda muito cedo, as ruas limpas e vazias, eu ia para a estação. Ao comparar o relógio de uma torre com o meu, vi que era muito mais tarde do que tinha pensado, não tinha tempo nenhum a perder, o susto provocado por esta descoberta deixou-me inseguro quanto ao caminho, ainda não estava muito à vontade nesta cidade, felizmente que havia um polícia ali perto, corri para ele e perguntei, ofegante, pelo caminho. Ele sorriu e disse: «E é a mim que vens (...)