Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Cama

24.09.20, Alice Alfazema
Ilustração Virginia Mori     Eu gostava de ter uma cama de mar azul brilhante. Que fosse sempre feita e desfeita numa cadência ritmada de um maestoso. Onde eu pudesse descansar nas ondas e sentir o aveludado da água na minha pele. Nem sonhos de sereias, nem de medusas monstruosas e venenosas. Apenas sonhos de peixinhos e conchas com algas leves e coloridas. E ouvir a voz do mar, com o som que há dentro dos búzios.       

#diariodagratidao 26-01-2019

26.01.19, Alice Alfazema
  Ilustração Pedro Leite   Já há muito tempo que procurava uma imagem como esta para ilustrar aqui um pouco do meu quotidiano. É raro o dia em que não acordo assim, não sei como consigo ficar com a cama toda para mim. O pior é que quando acordo assim dá-me vontade de rir. Os psicólogos terão teorias sobre isto,  quanto a mim sinto-me grata por me deixares 80% da cama, para que o meu descanso seja (...)