Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Brilho

03.01.15, Alice Alfazema
Parecem mágicas as vagas, carregam o brilho do Sol, por entre elas o bote e a gaivota, um coração bate ao leme, enquanto fuma um cigarro, aspira o fumo e o cheiro do rio.    Navega, descobre tesouros, mas não os tires do fundo do mar, o lugar deles é lá. Admira a Lua, sonha com ela, mas não queiras trazê-la para Terra. Goza a luz do Sol, de (...)

Juntar outra cor ao arco-íris

24.11.10, Alice Alfazema
          Dourar o puro ouro, pintar um lírio, Lançar perfume a uma violeta, Dar brilho ao gelo, juntar outra cor Ao arco-íris, ou com uma vela Querer emprestar beleza ao céu estrelado, É um desperdício e um ridículo excesso.   William Shakespeare, King Jonhn