Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Bom dia e bom trabalho ;)

27.08.18, Alice Alfazema
Ilustração  Marianne Gretteberg Engedal     Bom dia! Bom dia! Sai o Senhor Galão numa correria!   Tudo bem? Tudo bem? Corre a Meia de Leite também! Vamos lá! Vamos lá! O Garoto quase ficava cá!   Que horas são? Que horas são? Sempre atrasado, Seu Carioca de Limão!   A caminho! A caminho! Bem perfumado, é com cheirinho!   Já estou! Já estou! Abatanado, mas lá chegou!   A sentar! A sentar! O Pingado chega a suar!   Falta um! Quem é? Quem é? O descafeinado! Ainda (...)

Elias

12.05.18, Alice Alfazema
  Hoje acordei a pensar no Elias que mora na casa da Joana, o rapaz mesmo depois de morto continua a pregar partidas. Aproveitem e façam uma visita ao Quiosque da Joana e ficarão a saber do que falo.   Agora lanço um desafio: Joana tu que tens jeitinho para a pintura podias pintar o Elias, assim como fazem no México, sempre seria mais alegre e talvez o Vasco não lhe ache tanta piada quando o (...)

Ano-Novo - Feliz 2018!

31.12.17, Alice Alfazema
  Ilustração Boyoun Kim     Receita de ano novo Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se (...)

Perdes o entusiasmo quando sentes que te repetes na vida?

14.07.17, Alice Alfazema
  Ilustração Egene Koo      "mais comummente, o termo repetição evoca a similitude na reprodução da palavra ou do gesto, a esclerose do hábito, 'o mesmo no mesmo'. Ao contrário, a retomada kierkegaardiana no sentido espiritual, existencial, é um segundo começo, uma vida nova, esta nova criatura, reconciliada ('a reconciliação é a retomada sensu eminentori'); é sempre eu, o mesmo, entretanto sempre outro, a cada instante. " (VIALLANEIX, 1990, p.57)       Ilustraç (...)

Uma pergunta por dia: A nova publicidade é mais enganosa?

11.06.15, Alice Alfazema
Quando falo em nova publicidade refiro-me a meras pessoas singulares que promovem aquilo que vêm, que sentem, que querem, no entretanto todos os dias têm gostos diferentes. Esta é uma nova praga social. Enquanto as empresas se promovem revelando os seus produtos, esta nova publicidade vai buscar à confiança e às emoções outros sentidos. Não como um produto em si, mas antes um produto que vem de si.   Uma pergunta até ao final do ano, quem quiser responder esteja à vontade.   A (...)