Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Os desplantados

14.05.19, Alice Alfazema
  Ilustração Duma-Luiz Arantes   O país está chocado com o desplante de Joe B. Os desplantados podem até aturar mentiras e fazer piadolas das mesmas, podem pagar milhões em corrupção, e regalias e mordomias, mas o homem rir assim sem mais nem menos é que não, ao menos mantenha uma cara séria, minta mas com convicção, com cara fechada e juras a pés juntos, mas rir: jamais. Rir é o maior desplante ofensivo para um desplantado, é tirar o vaso, a terra, é urinar em cima da (...)

Micro contos - Ctt

07.07.16, Alice Alfazema
  Fui ontem aos correios. Enquanto espero pela minha vez aprecio as novidades que se dão, naquele sala que já conheço há alguns anos. As mesmas pessoas atendem ao balcão. Existe um novo espaço chamado de banco, para a banca. Com a panca olho para o homem enfiado no fato e gravata, negócios de moeda: roupa fina.      Alice Alfazema  

Milhões

13.07.14, Alice Alfazema
  Ilustração Jane Massey   Vendo as notícias televisivas tenho dúvidas sobre a crise, é tantos milhões para cá e para lá que fico a pensar em quantas palavras acabarão em ões.    Quando eu era miúda uma das minhas histórias preferidas era a de uma vaca que não gostava de pasto, apenas comia trevos de quatro folhas, ora como era difícil encontrar tal iguaria a vaca foi ficando cada vez mais magra, o dono ao vê-la (...)

O que é a crise?

18.05.13, Alice Alfazema
Se os investimentos na banca caem, todos acham que é uma tragédia, mas se as pessoas morrem de fome, não têm de comer nem saúde, não se passa nada: está é a nossa crise de hoje! Papa Francisco, 18 de Maio de 2013 Alice Alfazema