Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Filtros

25.04.15, Alice Alfazema
São as mães que filtram a luz  quando os buracos das meias recebem as tardes junto à janela no cantinho da marquise com vagar, com vagar ocorrem as lembranças das crias entre o espreitar à rua e a linha conduzida na agulha pelas mãos. As mãos, as mães. As mãos e as mães são o útero da luz   Jorge Serafim   Alice Alfazema