Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Sob um tapete de papoilas

14.04.11, Alice Alfazema
    Regresso às memórias de infância, a momentos que estão perdidos no tempo e, vejo a velha árvore, heróica e corajosa; e penso; e revejo; o quanto ela me inspirou em momentos que tanto precisei.   Ao fundo da quinta, sob um tapete de papoilas, cresce e abraça o céu, a sua sombra é fresca e a sua folhagem magnífica e, ela deixa-me repousar naquela sombra fresca e abraçá-la; fazer nela um baloiço de fantasias, de risos e de gargalhadas.   O tempo correu e eu corri (...)