Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

#diariodagratidao 25-02-2019

25.02.19, Alice Alfazema
  Hoje vi duas andorinhas nos fios que passam nos postes. Olharam-me vestidas de negro e peito branco, elegantes e brilhantes com o sol a dourar as suas costas. Não tive muito tempo para as apreciar, mas lembram-me sempre a grande viagem que fazem para chegar até nós. Parecem frágeis, mas são lutadoras, quantas horas de voo terão em cima daquelas ilustres penas? Vêm alegrar-nos os céus com os seus gritos alegres e lembrar-nos que é hora de aceitar desafios.       

Andorinha

24.03.18, Alice Alfazema
    Ilustração Robin Cole Smith     Andorinha que vais alta,   Andorinha que vais alta, Porque não me vens trazer Qualquer coisa que me falta E que te não sei dizer?       Ilustração Rui Roseiro         Andorinha que passaste,   Andorinha que passaste, Quem é que te esperaria? Só quem te visse passar E esperasse no outro dia.     Fernando Pessoa           Alice Alfazema