Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Dezembro - Dia 16 - Ajudar

16.12.19, Alice Alfazema
  Ilustração Sandi FitzGerald     Ajudar é quando damos, ajudar não nos pertence, é uma forma gratuita de ser e de estar. Tens tempo, tens visão, tens amor, tens carinho, tens algo que possas dar para ajudar, tens algo que queres prescindir, não que tenhas a mais, isso é ajudar. Sem trocas. Ajuda é um acto de altruísmo. É precioso.

#diariodagratidao 18-01-2019

18.01.19, Alice Alfazema
  Ilustração  Johanna Wright   Nos dias em que estou a trabalhar costumo ir beber café a um estabelecimento que fica perto da escola. A esplanada tem uma vista fantástica. O café é bom e a sopa maravilhosa. Por vezes aquilo parece o polivalente da escola. Mas há dias mais calmos, hoje foi um deles. Já conheço os donos do estabelecimento há uns anitos, a senhora trata-me pelo nome adicionado pelo inho. É sempre atenciosa, nunca tem uma má resposta. É cinco estrelas.    (...)

A luz que ilumina a nossa sociedade

10.12.18, Alice Alfazema
  Ilustração May Ann Licudine     É Dezembro, está sol e estão duas mulheres à minha frente, ainda não têm quarenta anos, o filho de uma tem doze anos, a filha da outra dez. Falam dos jogos eletrónicos que os filhos jogam. Eu oiço. Enquanto bebo o meu café observo como falam e como riem. Estão descontraídas. "Eles divertem-se com aquilo, falam online e têm nomes de código", diz uma, "sim, ontem a minha estava chateada, porque não conseguiu acabar o jogo, mas disse-me (...)