Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Mulheres

Catarina Eufémia

19.05.20, Alice Alfazema
  A 19 de maio de 1954 na aldeia de Baleizão, um grupo de camponeses dirigiu-se à residência do patrão. Entre esses trabalhadores rurais, contava-se Catarina Eufémia, grávida e com um filho de oito meses ao colo. Entre outras pretensões, reivindicava-se para as mulheres um aumento da jorna (salário de um dia de trabalho) de 16 para 23 escudos (o que representa na moeda atual - o Euro - um aumento de 8 para 11 ou 12 cêntimos), na campanha da ceifa. No entanto, a GNR apareceu, (...)

Quercus afirma que “o que se está a passar no Alentejo é a mesma coisa que se está a passar na Amazónia”

02.11.18, Alice Alfazema
  A Associação Ambientalista Quercus denunciou o abate ilegal de “pelo menos mil azinheiras”, na Herdade do Ramalho, no distrito de Portalegre, para dar lugar a um olival intensivo. Contudo, o presidente da associação, João Branco, garante que esta situação é “recorrente”, afirmando que no Alentejo se está a “destruir a floresta para dar lugar a produções intensivas”.   Sobre as denuncias referentes a uma herdade situada no concelho de Sousel e Avis, o dirigente (...)