Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

15

O coro infantil mollmäuse & FRIENDS

15.03.21, Alice Alfazema
  Portugal, meu amigo! Portugal, mein Freund!   Mein Freund, ich habe gelesen, wie es dir geht, wie es um dich steht, Mein Freund, ich bin ganz erschüttert, in Gedanken bin ich bei dir, in einem Gebet. Doch selbst ein Vogel mit gebrochenem Flügel braucht Zeit, bis er wieder fliegt, der Sonne entgegen, den Schmerz besiegt.   Estarei com você até você voar novamente, Ich bleibe bei dir, solange bis du wieder fliegst.   Estou perto de ti, com certeza, Estou perto de ti! (...)

WC andante

31.03.16, Alice Alfazema
Através desta notícia fico a saber que agora as carruagens podem funcionar como o WC, mulheres para a direita, homens para a esquerda.    Alice Alfazema

Imaginação

18.02.15, Alice Alfazema
Ilustração Camilla d'Errico    Num mundo sem arte, as cores teriam pouco ou nenhum valor, apenas serviriam para chamar a atenção. No desprezo pela arte e pela imaginação perdemos um dia-a-dia motivador, ao perdemos isso começamos a perder a nossa auto-estima e nela se vão todos os nossos desejos. Vemos assim como está este nosso mundo, com uma perda gritante de imaginação, onde muitos nos levam a pensar que existem apenas os caminhos que nos são indicados por eles, quem passas a ser

Os novos Muros de Berlim

11.11.12, Alice Alfazema
  Já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à pobreza, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico?   Almeida Garrett     Alice Alfazema