Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

A vida é um ato suspenso

29.06.11, Alice Alfazema
     A vida é um ato suspenso, pela morte. Morrer jovem não faz sentido porque há tanto por fazer, dizer, receber…mas, morrer velho, e sem nunca ter feito nada daquilo a que o sonho chamava é, talvez, ter morrido jovem, de uma outra perspectiva. A vida é o fio ténue que nos separa da certeza da morte, que é aquilo de que mais se tem a certeza e, que é a certeza mais desprezada.   A mistura do quente e do frio, do ódio e do amor, da noite e do dia, do rir e do (...)