Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

A pobreza é uma infelicidade, muitas vezes imerecida

29.08.11, Alice Alfazema
    Pintura de Francisco Goitia   Há, para o pobre, algo pior que a pobreza: é a solidão. O seu estado de miséria cria à sua volta o vazio. Tem a impressão de ser abandonado no preciso momento em que não consegue bastar-se a si próprio. Tem, sem dúvida, os «susídios», aqueles que se solicitam em fórmulas impressas, em frente de funcionários indiferentes. Por muito grandes (...)