Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Fim do ano

Espreitar

29.12.19, Alice Alfazema
  Ilustração Giuliana Marigliano   Fui espreitar o que restou do ano, como sempre não sei escolher nada, não dou muita importância a fazer esta retrospectiva. Prefiro fazê-lo diariamente. Vinte e quatro horas é o que me basta.   

Abraça-me

💋

28.12.19, Alice Alfazema
  Abraça-me. Quero ouvir o vento que vem da tua pele, e ver o sol nascer do intenso calor dos nossos corpos. Quando me perfumo assim, em ti, nada existe a não ser este relâmpago feliz, esta maçã azul que foi colhida na palidez de todos os caminhos, e que ambos mordemos para provar o sabor que tem a carne incandescente das estrelas.     Abraça-me. Veste o meu corpo de ti, para que em ti eu possa buscar o sentido dos sentidos, o sentido da vida. Procura-me com os teus antigos (...)

Dezembro - Dia 25 - Vida

25.12.19, Alice Alfazema
    Vida. Tudo pode ter sido dito para esta palavra, há muitas vidas dentro da mesma vida, mas o mais importante é a conclusão, é nela que vais pensar, o que quero ser? Ou como quero ser recordado? Acordai hoje é dia de começar a celebrar!

💋Memória

25.08.19, Alice Alfazema
    Aí, de repente, os meus olhos se abriram, e vi como nunca havia visto. Senti que o tempo é apenas um fio. Nesse fio vão sendo enfiadas todas as experiências de beleza e de amor que passamos. Aquilo que a memória amou fica eterno. Um pôr do sol, uma carta que recebemos de um amigo, os campos de capim-gordura brilhando ao sol nascente, o cheiro do jasmim, um único olhar de uma pessoa amada, a sopa borbulhante sobre o fogão de lenha, as árvores de outono, o banho de cachoeira, (...)

Coisas do nosso tempo - Alessandra Korap

24.08.19, Alice Alfazema
  “Mas nesse ano de 2019 a situação piorou mesmo. Porque as pessoas estão invadindo os territórios indígenas, estão invadindo assentamentos. Os indígenas não têm mais sossego. E esse crime que está acontecendo é a partir da fala do Presidente. Quando o Presidente diz que não vai demarcar um território [indígena], ele incentiva as pessoas a invadir as terras indígenas. Ou quando eles cortam a verba que era para o controle do desmatamento. E agora ele quer botar a culpa (...)

#diariodagratidao 05-01-2019

05.01.19, Alice Alfazema
    Tenho este blogue faz quase nove anos, durante este tempo, que é muito, nunca tive um comentário ofensivo. Tenho moderação nos comentários porque quero decidir o que aqui deve ser apresentado, mas nunca tive de tomar a decisão de anular comentários.  E eis que ao abrir o meu email deparei-me com este presente ilustrado da Mena, uma fotografia da sua autoria e dedicada a mim. A Mena deixa-me sempre comentários positivos e construtivos aqui no blogue. Hoje estou grata por (...)

Feliz 2019!

31.12.18, Alice Alfazema
  Ilustração  Anna Gensler        Estamos nos finalmentes, e aguardamos esperançados pelo Ano-Novo: 2019! Queremos sentir na pele aquele formigueiro da novidade. Que ele seja repleto de criatividade, cor e alegria. Muita saúde, amigos e oportunidades de sucesso! Que ele contenha também resilência, sentido crítico, consciência ecológica e inteligência emocional. Que o vosso coração vibre de milhentas emoções neste ano novo que se avizinha.   Desejo-vos um excelente 2019!  

Postal ilustrado - 2019

30.12.18, Alice Alfazema
  Ilustração Mar Azabal     É esta a completude dos dias Quando se reúnem sobre a cidade Os sossegos da nossa idade já meiga. São estas as palavras que ficam Desde o interior do nosso mais antigo nome.   É o inverno aberto de janeiro Com as árvores despidas e o frio azul, É o ano que começa no tempo que é nada, Os bolsos que se enchem de mãos, As casas que parecem mais juntas.   Por esta altura estarão a nascer As horas mais felizes das nossas vidas - bebemos chá (...)