Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Num sopro

24.04.12, Alice Alfazema
  A dor é indizível,  o sopro que nos trás e o sopro que nos leva. Porém, os risos, os abraços, as conversas, as lembranças, viverão sempre perto, dentro do seu coração, tal como  jóias que se encontram guardadas numa caixa preciosa.         Alice Alfazema