Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Sou uma mãe...

:-)

27.11.20, Alice Alfazema

maçã.jpg

Ilustração Daniela Costa

 

Sou uma mãe que nunca guardou dentes ou cabelinhos dos filhos, sou uma mãe que não sabe qual foi a primeira palavra que disseram, tenho uma vaga ideia, sou uma mãe que não criou álbuns de fotografias com os filhos bebés, nem sei quando comeram pela primeira vez sopa, tenho uma vaga ideia. Sou uma mãe que nunca contou histórias de princesas à filha, nem lhe comprou vestidos pelo carnaval, sou uma mãe que nunca comprou acessórios de cozinha e limpeza para a filha brincar. Sou uma mãe que nunca fez festas de anos para os filhos com os amiguinhos. Sou uma mãe que nunca pertenceu a grupos de mães. Sou uma mãe que nunca teve favoritos.

Sou uma mãe que sempre ofereceu livros, jogos, lápis de cores, puzzles e instrumentos musicais aos filhos em todas as ocasiões e mais algumas. Sou uma mãe que lhes escrevia palavras "difíceis" e depois lhes dava o dicionário para que procurassem o significado. Sou uma mãe que escrevia um titulo para uma redacção e lhes dizia que escrevessem x linhas sobre o assunto, e o texto tinha que conter o quando, o onde, o como, e o porquê.  Sou uma mãe que contava uma história todos os dias antes de irem dormir. Sou uma mãe que faz vozes de animais e teatrinhos para que entendam as mensagens que a vida nos pode trazer. Sou uma mãe que ouve. Sou uma mãe que obrigava os filhos a verem e ouvirem os vários lados de cada situação.  Sou uma mãe que pergunta muito mais do que responde. Sou uma mãe que faz festas de anos com a família. Sou uma mãe que gosta de férias. Sou uma mãe que espera pelos filhos para jantarmos todos juntos. Sou uma mãe franca quando os assuntos são sobre lições para a vida. Sou uma mãe que nunca esperou ser mãe.

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Alice Alfazema

    28.11.20

    Obrigada Cristina, ainda houve quem me criticasse, mas nunca me importei com isso, e há também quem me diga que tive sorte, não é sorte - é trabalho.

    Beijinhos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.