Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Sobre livros e outras coisas

10.09.16, Alice Alfazema

 

 

Durante este Verão li o livro As memórias do Livro, um romance de Geraldine Brooks, este romance levou-me até vários cenários do longo do tempo, transportou-me para a época Medieval, para a Segunda Guerra Mundial, de entre outros lugares. É um livro que me fez pensar, na leitura e na escrita ao mesmo tempo, mas também em tudo o que envolve fazer um livro, conservá-lo e mantê-lo em boas condições.

 

É um livro surpreendente em todas as páginas. Na forma da escrita, nos cenários, nos pormenores históricos e na delicadeza dos agradecimentos que a autora faz no posfácio do livro. Vou aqui transcrever um que me deixou a pensar que santos não são apenas aqueles que fazem bem ao próximo, mas todos os que dedicam a sua vida a algo que traga o bem aos outros:

 

Os bibliotecários de Serajevo são de uma estirpe muito especial. Pelo menos uma deles, Aida Buturovic, perdeu a vida enquanto salvava livros da biblioteca em chamas de Sarajevo. Outros como Kemal Bakarsic, correram riscos enormes, noite após noite, para retirarem colecções da biblioteca em condições perigosíssimas. Enver Imamovic, tal como referi, salvou a Hagadá, num período de intensos bombardeamentos.

 

Boas leituras. 

 

 

Alice Alfazema

 

 

2 comentários

Comentar post