Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Sobre a traição

21.03.15, Alice Alfazema

Ilustração Ariana Perez

 

Perguntaram-me o que eu achava sobre a traição:

 

A traição é sempre um acto pensado, por vezes, não admitido, mas mesmo assim pensado. Seja qual for o tipo de traição ela existe porque há nela uma raiz que vai crescendo, até ser consumada. Nesta acção matamos o outro lentamente, deitamos a confiança por terra, colocamo-la num buraco fundo, onde não há luz, onde o pensamento é vazio, onde os sentimentos deixam de existir. Recuperar é difícil, uma vez que o buraco é tão fundo quanto a confiança que existia. Apenas o tempo desvanece a traição. 

 

Alice Alfazema

 

8 comentários

Comentar post