Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Reflexão através do tempo

10.07.17, Alice Alfazema

 Ilustração Manon De Jong

 

O tempo é algo muito interessante, nós vivemos dependentes dele, criamos uma rotina através dele e é através desse mesmo que vemos que os anos passam a correr sem termos maneira de controlá-los. Por isso o importante é aproveitar ao máximo cada momento da nossa vida.

 

Margarida P.

 

 

 

Alice Alfazema

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Alice Alfazema

    12.07.17

    No entanto, também o tempo é a primeira forma de liberdade, termos tempo para pensar origina novos caminhos, acabar o tempo que somos obrigados a trabalhar dá-nos tempo de ócio. :)
  • Sem imagem de perfil

    Konigvs

    12.07.17

    Mas nós não precisamos de tempo para pensar. Felizmente! Eu pelo menos estou sempre a pensar, e isso às vezes pode ser um problema. Seja enquanto trabalho, conduzo, até em plena intimidade pode-se pensar! Nem sempre é fácil esvaziar a mente e não pensar em nada.
    E depois, como pensar é realmente das poucas liberdades que ainda temos, e como é verdadeiramente perigoso quem ousa pensar pela sua cabeça, então, quem manda no mundo tratou de arranjar uma forma de pensar por todos, e fazer com que as pessoas achem que as ideias que defendem são suas, mas já lá foram plantadas! Todos pensam o mesmo, todos comem as mesmas coisas, todos se vestem por igual, todos rapam os mesmos pelos do corpo nos mesmos sítios, todos votam nos mesmos partidos... Todos acham que são especiais, e são todos clones uns dos outros! Tão iguaizinhos como os miúdos dos colégios vestidos com o uniforme.
    E cada vez mais se inventam bugigangas que prometem libertar mais tempo. É o portão de casa automático; são os estores elétricos; é o comando da TV; é o aspirador e o corta-relva automático; é o carro que estaciona sozinho e que em breve vai conduzir sozinho; é o robot de cozinha que cozinha sozinho; são os livros eletrónicos em que nem é preciso virar as páginas; são as aplicações que fazem as mil-e-uma-coisas poupando imenso tempo; são as redes sociais em que se pode cuscar a vida dos outros sem sequer sair de casa... O imenso tempo que se pouca com isto tudo! E no entanto, ironicamente, as pessoas queixam-se cada vez mais da falta de tempo para fazer o que quer que seja!

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.