Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Pouso

15.06.21, Alice Alfazema

ç.jpg

 

Quero oferecer-te a receita certa,
Não das coisas que ficaram por dizer.
Mas das ditas, com a alma aberta
Sem mágoas de um breve amanhecer.
 
Quero oferecer-te a receita certa
Do bolo que fazemos da vida,
Batido às vezes de maneira incerta
E cozido na forma indevida.
 
Quero oferecer-te a receita certa,
Da medida exata da distância,
Que antes de disparar já se acerta
 
No alvo inconstante da constância
Quero oferecer-te a receita certa,
Dos suores que temos de suar.
O código da tal porta secreta
Que guarda enganos por enganar.
 
Quero oferecer-te a receita certa,
Bela como o voo das andorinhas.
Do que fazer quando indiscreta
A tua perna pousa sobre as minhas
 
 
 
Poema de Carlos Rodrigues conhecido como Manuel Bola, um homem do riso e do sorriso, poeta, ator, contador de histórias.

6 comentários

Comentar post