Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Onze anos de blogue

Alice Alfazema

01.04.21, Alice Alfazema

20210319_181209.jpg

Ainda olho para o meu blog e não sei em que categoria o hei-de classificar, não tem uma escrita consistente com o mesmo tema, é assim por dizer, aquilo que "me dá na bolha", quando vejo que termos de pesquisa são utilizados pelos visitantes para chegar até cá, sou informada de que não há termo de pesquisa. Portanto o que vos trará até cá? Será possivelmente um enigma. 

Apesar deste tempo todo que já foi percorrido, "tantos dias, tantas horas", continuo a surpreender-me com este mundo imerso em palavras e fotografias, bastantes vezes carregadas de emoções diversas, encanta-me esta forma inteligente e articulada entre as pessoas, em que cada um - à sua maneira - gosta de partilhar momentos falados na forma escrita.

Sou agora muito diferente de há onze anos, ou não, talvez tenha sido lapidada pelo tempo. Apenas me entristece a perda daqueles que deixam de escrever por aqui, e fico a pensar por onde andarão, se estarão de boa saúde, são laços que se criam sem darmos conta da sua importância, até ao dia em que sentimos falta dessas palavras, aquelas que são escritas, certamente desenhadas com a essência desse alguém. 

É uma meta que nunca imaginei, talvez porque isto seja já uma rotina, algo adquirido como respirar sem dar por isso, é um lugar sem compromisso. Livre. E enquanto for assim é o meu lugar. 

Obrigada por estarem à minha beira. 

 

18 comentários

Comentar post