Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O ser

16.01.16, Alice Alfazema

 

Ilustração  Sergio López

 

Não se pode definir o ser sem cair no seguinte absurdo: pois não se pode definir uma palavra sem começar por - é -, quer se a exprima, quer se a subentenda. Portanto, para definir o ser seria preciso dizer é, e assim empregar a palavra definida na definição. 

 

Pascal, Pensées et opuscules, Paris 1912, p. 169

 

 

Alice Alfazema