Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O que veio a mim...

18.05.18, Alice Alfazema

 

 

Não morrerei uma vida não vivida....
Não vou viver com medo de cair ou apanhar fogo.
Eu escolho viver os meus dias, para permitir que a minha vida me abra, para me fazer menos medo, mais acessível,
Para soltar o meu coração até que se torne uma asa, uma tocha, uma promessa.
Eu escolho arriscar o meu significado;
Viver para que o que me veio a mim como semente vai para o próximo como flor;
E o que me veio a mim como flor,
Vai para a fruta.

 

velho markov

 

 

 

 

Ilustrações de Mariela de La Paz