Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O meu pequeno mundo

29.07.17, Alice Alfazema

Leio num site de uma câmara municipal, que uma escola primária vai ser ampliada e vão ser criados novos espaços para que haja uma reorganização das diferentes áreas funcionais inerentes à escola. Que bom. Que bom que é ler e saber que vão criar um espaço para o pessoal não docente (esta parte podem ler de um modo sarcástico). Sendo que se até aqui não havia um é mau, muito mau. Se havia e agora é necessário fazer outro espaço é sinal de separação de hierarquias, termo muito importante na função pública.

 

Mesmo assim continuo a questionar-me, sendo tão poucas as pessoas a trabalharem numa escola, entre elas, auxiliares e professores/educadores de infância é urgente haver um espaço de separação de pessoal? Existirão em outras empresas salas para chefes, salas para chefinhos e salas para outros. É que já me chegou aos ouvidos coisas do tipo (quando as pessoas que trabalham no mesmo local estão todas na mesma sala e alguém diz): nem aqui podemos ter privacidade. A privacidade é uma coisa assim do foro intimo, não profissional, a não ser que envolva assuntos que devem ser discutidos em outros locais que não seja a sala de convívio do pessoal, vulgo trabalhador seja ele de que categoria for.

 

Aqui neste meu pequeno mundo é ainda muito importante a separação profissional de forma a demarcar um território há pouco conquistado, porque há bem poucos anos éramos quase todos analfabetos e não nos distinguíamos grandemente uns dos outros. 

 

 

 

Alice Alfazema