Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O melhor de 2018

22.12.18, Alice Alfazema

Chegou a hora de fazer uma reflexão sobre o que de melhor aconteceu este ano. Este ano foi péssimo, perdi muito tempo, demasiado, do meu tempo, a ouvir os outros, fiquei desgastada. No fim não compensou. Foi uma batalha perdida. Foi uma desilusão. Senti-me usada.  Conclusão: não vai acontecer em 2019.

 

IMG_20180727_113320.jpg

 

Foi um ano de não fazer nada. Foi um ano desperdiçado em acções e atitudes. 

 

IMG_9889.JPG

 

Foi um ano bom em família. 

 

IMG_8816.JPG

 

Foi uma viagem onde não fui feliz. Mas a felicidade é isso, é reconher o que de mau podemos ter de viver.

 

IMG_8539.JPG

 

O mar é sempre o meu refúgio, a minha bomba energética, onde me regenero, onde espero e  me encontro. 

 

IMG_0094.JPG

 

Foi um ano de pedras, coisas miúdas e chatas, joguei sementes e não consegui que vingassem. 

 

bem bom.JPG

 

Fiquei doente de mim mesma.

 

 

ginjas no relax.jpg

 

 

Eu não sou assim, quero conhecer outras gentes, que me animem. 

 

 

IMG_8674.JPG

 

Quero estar num lugar onde eu possa voltar a mim.

 

IMG_8804.JPG

 

O melhor de 2018? É estar a acabar. 

4 comentários

Comentar post