Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Ó dona Alicinha gostou do seu dia?

14.03.18, Alice Alfazema

O meu dia foi muito preenchido, cheio de compromissos. A Gisele passou lá pela escola e deixou-me abraços e beijinhos. Não sei se ela  durante a noite vai levar o resto do telheiro de amianto que já está bastante partidinho. Se levar paciência, temos lá muitos baldes para resolver o problema.

 

As árvores assobiavam e os professores ralhavam com os miúdos porque eles estavam a abrir as janelas, afinal era mentira, são as janelas que já estão preparadas para fazer circular ar por causa do malvado calor humano.

 

Havia uma cascata por cima do bar e nos próximos dias é capaz de nascerem musgos pela parede, aproveitámos a água para enxaguar os pratos, água benta, vinda dos céus. Havia também muitos cartões no chão para ensopar a água, será depois reaproveitado para fazer pasta de papel nas aula de EV. Lá fora os miúdos pensaram em fazer canoagem, mas não tinham material, mas fizeram salto em comprimento na poça, uma nova modalidade olímpica.

 

As funcionárias andavam com reles batas que são feitas de tecido de Verão, mas a Gisele gostou do estilo e dos remendos. Diz que dava material para a Moda Lisboa, será uma ideia a pensar no próximo ano.

 

Os miúdos fizeram barulho até mais não, ainda estou a sacudir as orelhas para ver se limpo os ouvidos. No geral gostei.

 

Beijinhos da Alicinha Contina

 

 

 

 

Alice Alfazema

5 comentários

Comentar post