Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Março mês da Mulher: Mulheres do Mar

06.03.14, Alice Alfazema

 

 

Brasil, ver história aqui.

 

Na sua tese de doutoramento Rose Mary Gerber, demonstra que esta profissão invisível existe:

 

Mais do que filhas ou esposas de pescadores, elas representam uma classe praticamente invisível na economia familiar do litoral Norte de Santa Catarina. Cuidam da casa e dos filhos, beneficiam e negociam a produção e, na maioria dos casos, trabalham embarcadas até 12 horas por dia.

 

O mais grave é que elas têm dificuldades de reconhecimento pelo Ministério da Pesca e pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) como pescadoras, para poder se aposentar. Elas têm dificuldade de acessar a esses direitos, pois a alegação é de que não existem mulheres pescadoras. A tese é a prova de que elas existem.

 

Entrevista com a autora aqui

 

Alice Alfazema

2 comentários

Comentar post