Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Março dia 11 - Mulheres blogueiras

11.03.17, Alice Alfazema

E nisto o mês vai quase a meio... neste dia vou escolher alguns blogues que costumo visitar e dos quais gosto por apresentarem diversas formas de escrita, são pensamentos de mulheres, são várias visões do universo feminino:

 

A Manu, que fala através daquilo que vê - No blogue Existe um Olhar

 

A Miss X, sempre com uma ironia finíssima  - No blogue Miss X

 

 

A UJM sempre com um turbilhão de temas por descobrir - No blogue Um jeito Manso

 

 

A Helena Ferro de Gouveia, uma mulher de causas - No blogue Domadora de camaleões

 

 

A MP, textos que nos fazem relectir sobre o mais básico quotidiano - No blogue Mãe preocupada

 

Desconforta-me o recurso de certas mulheres à exibição do corpo como forma de reclamar a igualdade de género. O meu corpo de fêmea, não o desbarato nem o renego. Cuido dele com amor, para que a passagem dos anos não me seja muito severa. Não me importo de sangrar. Concedo que os meus humores estejam sujeitos às luas. Prefiro dez filhos a rasgarem-me do que um só bisturi que me corte. Porém, são íntimas e sagradas as minhas linhas, as fontes de alimento e prazer, os lugares onde sou vigiada por sondas com uma regularidade obrigada. Tudo no corpo de fêmea é ponteiro do tempo, arritmia, imprevisto, até traição. Não havendo como contrariar essa natureza ou igualá-la a outras, respeito-a, admiro-a, salvaguardo-a, por mais que doa, nauseie ou deixe mácula. 
É a minha forma de ser feminista e orgulhosa, em nada incompatível com o exercício pleno dos meus direitos. 

 

 

São cinco os blogues que escolhi, tal como os dedos de uma mão, são apenas uma forma de começar porque por aí existem muitas mais...

 

 

Alice Alfazema

 

 

5 comentários

Comentar post