Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Leve, breve, suave,

10.11.15, Alice Alfazema

 

Ilustração  Marcos Ortolan

 

A vida é sempre breve para quem quer viver. Há sempre a esperança de encontrar algo que ainda não foi vivenciado. Há uma constante sensação de vácuo do tempo. Perdes e não ganhas.

 

Leve, breve, suave,

Um canto de ave 

Sobe no ar com que principia

O dia.

Escuto, e passou...

Parece que foi só porque escutei

Que parou.

 

Fernando Pessoa

 

 

Alice Alfazema