Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Iniciativa e entreajuda

26.05.15, Alice Alfazema

Fotografia da  revista Visão 

 

Nos dias que correm parece haver uma aversão, ou talvez deva chamar piroseira, a ser-se solidário ou voluntário por alguma coisa que não nos traga retorno financeiro, mas que faça diferença na sociedade. Mas há boas iniciativas que devem ser divulgadas e esta é uma delas.

 

Um grupo de alunos do ISA, Instituto Superior de Agronomia, que fica situado em plena Lisboa, decidiu testar os conhecimentos adquiridos, daí nasce o projecto Solidarisa. Assim cultivam cerca de 7,5 hectares, onde a produção é integralmente para alimentar quem mais precisa. 

 

À "vertente solidária", o grupo do ISA acrescenta ainda "o desenvolvimento de competências-chave na área da agronomia" e "a interação com a realidade empresarial", por via de uma lista de 14 patrocinadores, que inclui, entre outros, o Banco Santander Totta e a Galp, além de diversas empresas do setor agrícola, que apoiam ao nível dos adubos, das sementes ou dos sistemas de rega. "São três pontos fundamentais, que nos ajudam a crescer como futuros profissionais do setor agrícola", sustenta Afonso. Ao grão, acrescentaram depois mais culturas, como a couve e o trigo, que, com o apoio da Cerialis, a empresa produtora das massas Nacional, foi transformado em esparguete, para posterior entrega ao Banco Alimentar.


Parabéns a todos os que estão neste projecto. É sempre bom saber que há quem não se acomode, quem queira ideias novas e quem as ponha em prática. Precisamos urgentemente de visões criativas que nos tirem desta pasmaceira em que nos tornámos.

 

 

Alice Alfazema

 

 

 

 

6 comentários

Comentar post