Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Influenciar

28.07.19, Alice Alfazema

preto.jpg

 

Houve um tempo em que os pais nos ralhavam por sermos influenciados, diziam-nos que devíamos ter personalidade própria, ter atitude e não ser um mero espelho de alguém.

 

amarelo.jpg

 

Hoje ser-se influenciado é algo que é reconhecido socialmente, mesmo que seja no sentido negativo.

 

laranja.jpg

 

É uma dança demasiado perigosa, sem suporte emocional. Dançada por muitos e assistida por muitos mais. 

 

roxo.jpg

 

As mazelas que possam vir a ficar são ignoradas, porque o que importa é o momento, mesmo que seja fugaz, como uma chama de um fósforo em dia de vento.

 

 

azul.jpg

 

Influenciar é assim levado ao limite: através de um ecrã, de uma fotografia, pelas palavras, pelas atitudes. É uma coreografia de outros para a tua vida. E danças sem pensar. 

 

 

rosa.jpg

 

 

A dança? Não é movimento
súbito gesto musical
É concentração,num momento,
da humana graça natural

No solo não,no éter pairamos,
nele amaríamos ficar.
A dança-não vento nos ramos
seiva,força,perene estar
um estar entre céu e chão,
novo domínio conquistado,
onde busque nossa paixão 
libertar-se por todo lado...

Onde a alma possa descrever
suas mais divinas parábolas
sem fugir a forma do ser
por sobre o mistério das fábulas

 

 

 

 

Poema é de Carlos Drummond de Andrade e as ilustrações são de  Ashvin Harrison

 

 

 

 

10 comentários

Comentar post