Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Fio a fio

02.02.21, Alice Alfazema

aboboras.jpg

Ilustração Alonsa Guevara

 

Fruta do paraíso
companheira dos deuses
as mãos
tiram-lhe a pele
                          dúctil
como, se, de mantos
                         se tratasse
surge a carne chegadinha
                         fio a fio
ao coração:
                  leve
                  morno
                  mastigável
o cheiro permanece
para que a encontrem
                   os meninos
                   pelo faro.

 

Poema de Paula Tavares

 

1 comentário

Comentar post