Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Estreia

06.01.21, Alice Alfazema

chá de violetas.jpg

Hoje o dia amanheceu branco gelo, as folhas congeladas limitavam-se a deixar passar o tempo. Algumas gralhas faziam barulho sem no entanto voarem. O som parecia abafado de todo o lado. Coloquei a máscara para poder caminhar mais confortável, não que houvesse alguém por perto, mas para me proteger do frio gélido que me entrava garganta abaixo, só conseguia caminhar depressa engolindo golfadas de ar que me faziam arrefecer o estômago. Queria tirar fotografias àquela paisagem surpreendente, onde os cristais de gelo tomavam formas inesperadas, mas não me atrevi a tirar as mãos dos bolsos. Nem o caminho me aqueceu as pernas. Agradeci, não ter cortado o cabelo, e ajeitei algumas madeixas de modo a tapar as pontas das orelhas. Salvou-me ter-me aventurado a usar uma boina de lã que roubei à minha filha. Uma estreia para mim. Senti-me uma espia francesa que vagueava apressadamente até ao comboio. 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.