Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Escrever

14.06.19, Alice Alfazema

lavanda.jpg

 

Ilustração Linda Jacobus

 

Para dizer que se gosta de escrever não basta relatar uma conversa, descrever um sítio ou um estado de alma. Escrever é muito mais que isso, é por nas frases pedaços de nós, sensações e cheiros, é conseguir que os outros percebam através das nossas palavras o que vemos sem os olhos. 

 

Nem é preciso um texto longo, ou uma frase elaborada, é antes como uma pintura simples, são leves pinceladas que compõem a visão das palavras e chegam ao alcance do outro, não como um relatório, mas antes como uma prosa cantarolada na brisa de um pensamento.

 

4 comentários

Comentar post