Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Diário dos meus pensamentos (50)

Marcas

08.05.20, Alice Alfazema

marcas.jpg

Ilustração Vrigit Smith 

 

Neste diário não existe o dia 49, porque também há os dias de "algum dia" ou  de" qualquer dia", são aqueles dias que não têm lugar no calendário, mas que pensamos neles pelas mais diversas razões, são sempre dias de futuro, mas que ficam muitas vezes no passado, quer porque deixámos de ter tempo, coragem,  ou oportunidade de vivê-los. É bom termos a consciência que em cada dia temos um tempo novo, sempre por estrear mesmo que pareça igual. O tempo não se guarda como um qualquer bem material, ninguém recolhe o tempo para dentro de um frasco para depois usá-lo, mas podemos guardar no tempo a recordação que fizemos com o nosso tempo. 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.