Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Diário dos meus pensamentos (32)

20.04.20, Alice Alfazema

A coronamanta está quase terminada, falta arrematar todas as pontas dos fios, e não são poucos, é quente, mas para dias gélidos será boa.  Ainda me restam alguns fios, vou fazer deles umas almofadas. Os dias agora parecem iguais, mas também já pareciam quando tinha uma rotina diferente, basta instalarmos a rotina para parecer que continua tudo na mesma.

 

Hoje começou a telescola, numa versão moderna, estive a ver as aulas à distância -#estudoemcasa - e gostei bastaste, vi a aula de Espanhol, muito boa, aprendi alguma coisa, foi uma aula bastante divertida, vi a aula de História  do 7º e 8º anos e gostei, fiquei fã da Prof. Mª Josefa que deu a aula de Português Língua não Materna, não me lembro se os outros professores disseram os seus nomes, mas fixei o desta, não sei se será por me fazer lembrar alguém lá da escola. E não é que eu estava com saudades de ouvir assim estas vozes? Aquelas pausas dadas nas frases, para melhor entendermos a coisa... foi divertido verificar que a escola não perdeu a sua essência, ou seja, em cada aula houve uma interacção diferente, cada um deu a aula à sua maneira, e houve alturas em que até se esqueceram que estavam a ser filmados. Parabéns! Penso que seria um excelente projecto para continuar e auxiliar - depois disto tudo terminar - os alunos que não têm dinheiro para frequentar as chamadas explicações, contribuindo assim para abrandar a curva das más notas dos que não têm condições monetárias nem pais interessados, ou habilitados. 

 

E quanto aos dias, enganei-me, nunca serão iguais, enquanto aprendermos alguma coisa em cada um deles. 

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.